Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2012

NA FRESTA: REFLEXÕES SOBRE O II ENCONTRO "LER & ESCREVER" (Mariana Giorgion)

Imagem
Texto apresentado no II ENCONTRO “LER & ESCREVER” da REVISTA VÓRTICE DE PSICANÁLISE, em 19/mai/2012.

Hoje eu gostaria de pensar com vocês a ideia do (des)encontro, no texto do Marcos, na clínica psicanalítica e mais especialmente no processo de escrita, seja ela psicanalítica ou não. Apesar de falado, esse nosso encontro é sobre leitura e escrita, então eu escrevi e vou ler para vocês algumas considerações. “A Fresta” nos conta uma triste história de amor, onde uma mãe perde, para o destino, para a vida, seu filho. O texto em sua forma, por decisão do autor, já reflete um desencontro. A escrita truncada, interrompida, enigmática, não segue o combinado. Intercala trechos de análise, momentos de vida, reflexões, movimento, música e poesia sem aviso prévio. E invoca tristeza, muita tristeza. Da primeira vez que li, achei bonito, mas quis me certificar com o autor se ele queria mesmo tanto desencontro. Preocupei-me com o leitor. Vai entender o seu sentido? Vai suportar o incômodo? E Marc…

A CONFISSÃO COMO NECESSIDADE DO SUJEITO QUE PERDEU UM ENTE QUERIDO: CONSEQUÊNCIA DA INTERDIÇÃO DA MORTE NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA (Juriene Pereira da Silva e Márcia Aparecida Amador Mascia)

Imagem
INTRODUÇÃO Um dos assuntos mais difíceis de trazer à discussão em nossa sociedade é a morte, pois construímos uma sociedade alicerçada entre outros valores, no consumo e na imagem. Esta sociedade imagética e consumista não tem com a morte uma relação em que ela é encarada como um processo natural da vida. A morte, sendo inevitavelmente, o fim da vida, ou a última ação que o sujeito fará/sofrerá no processo de viver, traz em si, a necessidade de uma discussão. O presente estudo pretende apresentar a questão da morte como uma condição da vida humana e como a nossa sociedade tornou a morte um interdito cada vez mais distante da realidade dos sujeitos que a compõe. Como profissional da educação deparei-me com a necessidade de uma discussão mais profunda sobre a morte há muito tempo. É triste estar neste processo e ver, ao longo dos anos, estudantes brilhantes se apagarem porque seu pai ou sua mãe morreram e não há nada que se possa fazer. E não há mesmo, em relação ao morto, mas em relação …

II ENCONTRO "LER & ESCREVER"

Imagem
Prezados Leitores
É com muita satisfação que convidamos para, no próximo dia 19/mai/2012 (sábado), das 15h às 18h, o II Encontro "LER & ESCREVER", promovido pela REVISTA VÓRTICE DE PSICANÁLISE. O Encontro será realizado em São Paulo/SP, na Rua Capote Valente, 432. Faça sua inscrição pelo Email da Revista (revistavortice@terra.com.br), pois haverá uma lista de presença e de entrada no auditório. A taxa é de R$15,00 - paga na entrada. As inscrições são limitadas, portanto re-enviaremos um Email de confirmação.
Neste Encontro será apresentado o Artigo "A FRESTA" (http://www.revistavortice.com.br/2011/12/fresta-marcos-inhauser-soriano.html), de Marcos Inhauser Soriano.
O Artigo será discutido sobre três vertentes: a teorização da função da Crença, proposta por Fabio Herrmann; a fresta no descompasso entre identidade e realidade, como possibilidade de instrumental clínico e; a fresta transferencial do analista, onde o texto se fez entrecortado por trechos de Chico B…