Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2018

VERBETE: DEFESA

Imagem
Sigmund Freud designa por esse termo o conjunto das manifestações de proteção do eu contra as agressões internas (de ordem pulsional) e externas, suscetíveis de constituir fontes de excitação e, por conseguinte, de serem fatores de desprazer. As diversas formas de defesa em condições de especificar afecções neuróticas costumam ser agrupadas na expressão “mecanismo de defesa”. Em 1894, Freud publicou um artigo intitulado “As neuropsicoses de defesa”, no qual a noção de defesa surgiu como o eixo do funcionamento neurótico em relação aos processos de organização do eu. Desse momento em diante, como é confirmado pelos Estudos sobre a histeria, escritos em colaboração com Josef Breuer, a questão consiste em identificar as modalidades pelas quais o eu, nessa época assemelhado à consciência ou ao consciente, reage às diversas solicitações capazes de perturbá-lo, provocando-lhe efeitos desprazerosos. Esses elementos parasitas podem ter uma origem externa, existindo então a possibilidade de o eu …