ENCONTRO LER & ESCREVER: ESBOÇO DE ESQUIZOANÁLISE


Prezados Leitores

É com muita satisfação que convidamos para, no próximo dia 02/nov/2019, sábado, das 15h às 18h, o IX Encontro “LER & ESCREVER”, promovido pela REVISTA VÓRTICE DE PSICANÁLISE.
O tema do Encontro será “ESBOÇO DE ESQUIZOANÁLISE”.
Neste Encontro teremos, como ponto de partida da discussão, a apresentação do tema por Juan Salazar.

“Se a psicanálise conceitualiza a psicose através de sua visão da neurose, a esquizoanálise abordará todas as modalidades de subjetivação à luz do modo de ser da psicose. É em "O anti-Édipo" de Deleuze e Guattari (1972), que se inaugura o termo esquizoanálise, induzindo não unicamente à uma prática clínica ou teoria claramente circunscritas, mas principalmente à uma maquinaria que reconhece a produção desejante como algo imanente, não-representativa e diretamente investida no social - ou seja, para fora do sujeito, não-una, mas múltipla. Explode-se a genealogia edípica da psicanálise e denuncia-se as capturas capitalísticas do desejo. Afasta-se da ideia da esquizofrenia como entidade clínica, para positivar assim o processo esquizofrênico, tornando-o processo do desejo em si, um operador das forças de coalisão e colisão existentes no mundo. Nada falta ao esquizo e ao desejo: o inconsciente agora é maquínico, produtível; o inconsciente é uma apresentação e não uma rememoração a ser interpretada. "Desfamiliarizar, desedipianizar, descastrar, destruir teatro, sonho e fantasma, descodificar, desterritorializar - uma espantosa curetagem" (DELEUZE & GUATTARI, p. 505). Deleuze e Guattari esquizofrenizam a psicanálise, fazem uma dita "curetagem", tendo de necessariamente exercer certa violência para forçar o pensamento e fazer eclodir a imanência-esquizo. Tal violência não é negação da psicanálise, mas um modo necessário de dar um contínuo banho de real na psicanálise, para esta se colocar a altura de sua destinação. A partir desse prisma singular, podemos considerar que a esquizo-análise é ainda psicanálise, assim como a física quântica é ainda física.”

O Encontro buscará um clima informal, de livre interação entre os participantes.

O Encontro será realizado em São Paulo/SP, na Rua Tuiuti, 2530 (sala de reunião) - Tatuapé.
As inscrições são restritas a um número de 15 (quinze) participantes, e devem ser feitas através do Email da REVISTA (revistavortice@terra.com.br), informando seu nome completo, até o dia 01/nov. Enviaremos um retorno confirmando a inscrição.

Atenciosamente,


CORPO EDITORIAL

Comentários